Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH)

As grandes usinas hidrelétricas estão constantemente envolvidas em polêmicas ambientais. Causadoras de grandes alagamentos de áreas verdes, elas destroem habitats naturais e desequilibram cadeias alimentares inteiras. No entanto, uma alternativa para a utilização de recursos hídricos na geração de energia limpa são as pequenas centrais hidrelétricas (PCH). Esse método de geração de energia é a exemplificação mais palpável de que o termo Sustentabilidade deve ser presente tem todos os setores de desenvolvimento.

O que são as PCHs?🤔

Atuando em pequenos e médios cursos de água, a PCH é considerada uma fonte de energia limpa pois possui um reservatório inferior a 300 hectares (menor que 3km²). Dessa maneira, os impactos gerados pelas PCHs são mínimos, fato este responsável pelo hasteamento na bandeira verde nessa matriz energética renovável!

Além disso, vale lembrar que toda pequena central hidrelétrica deve ter uma produção energética entre 3MW e 30MW, ou seja, ela possui uma grande capacidade produtora de energia oferecendo pouquíssimos impactos ambientais.

Pequena central hidrelétrica em funcionamento
Pequena central hidrelétrica em funcionamento

Como funcionam?

Seu funcionamento é, em essência, igual ao de uma grande usina hidrelétrica. Assim sendo, para a geração de eletricidade ela faz uso da conversão de energia cinética em energia elétrica. Contudo, ela possui um processo de construção muito mais simples do que uma grande usina hidrelétrica, fato esse que implica em seu menor custo de construção.

Outrossim, todo o processo de operação das PCHs consiste em uma barragem de borda livre (para que a água excedente do reservatório possa seguir o curso normalmente) e um tubo coletor na parte inferior da barragem. Dessa forma, a água fluirá com muita pressão através desse tubo sendo direcionada para um gerador!

Veja o vídeo abaixo sobre o seu funcionamento:

PCH é sinônimo de inclusão social!

Por não necessitar de um grande fluxo de água, as PCHs possuem grande papel quanto à inclusão social. Esse papel se dá pois, a partir da sua construção, é possível levar energia elétrica para áreas que antes sofriam com a ausência desse recurso.

Além disso, a pequena central hidrelétrica também possui um grande fator positivo quanto à economia local. Proporcionando empregos direta e indiretamente, essas usinas geram não só energia, mas também novas oportunidades para a população.

Vale ressaltar também que as PCHs possuem tamanha importância na inclusão social pois a energia elétrica é a base do desenvolvimento de qualquer setor. Ou seja, é através dela que conseguiremos trazer uma maior industrialização e qualidade de vida para pequenas vilas e produtores rurais, assim sendo, ficará mais fácil aumentar a participação econômica dessas pessoas.

As pequenas centrais hidrelétricas geram diversos empregos, algo muito importante para a sociedade!
As pequenas centrais hidrelétricas geram diversos empregos, algo muito importante para a sociedade!

Nem tudo são flores!😟

Apesar de serem uma ótima alternativa para nós, para o meio ambiente e para a descentralização da produção de energia elétrica, as PCHs possuem um defeito difícil de ser resolvido. Como essas pequenas centrais atuam com baixo fluxo de água, elas ficam muito suscetíveis à variação pluvial. Dessa forma, em períodos de escassez de chuva há um aumento significativo no custo da energia produzida.

No entanto é claro que, em regiões que possuem períodos pluviométricos sempre elevados, a instalação das pequenas centrais hidrelétricas se torna algo viável e sustentável.

Um parentesco muito próximo!

Uma alternativa achada por grandes indústrias e moradores rurais localizados próximos a costas de pequenos cursos de água, é a instalação de geradores de baixa produção. Isto é, por possuir um reduzido fluxo de água, seu gerador deverá também possuir uma produção reduzida.

Conhecidas como “centrais geradoras hidrelétricas (CGH)”, e atuando como uma alternativa para tornar uma residência ou indústria energeticamente auto suficiente, elas possuem uma produção energética inferior a 1MW. No entanto, por possuir uma taxa de produção energética relativamente baixa, ela não pode ser considerada uma PCH, pois mesmo que possua um processo de geração de energia elétrica igual ao de uma pequena central hidrelétrica, o que as diferencia é a sua taxa de produção.

PCH em um pequeno rio do interior
PCH em um pequeno rio do interior

Na natureza há inúmeras formas de produzir energia limpa e com toda a certeza a pequena central hidrelétrica é uma delas! Ficou curioso e quer saber mais sobre o processo de produção de energia limpa? Veja os nossos post sobre o assunto aqui no sustentabilidade.blog!