Bioconstrução: Aprenda suas vantagens e desvantagens

Baratas, eficientes, confortáveis e ecológicas! A aceitação do método da bioconstrução está em alta, trazendo grandes vantagens não somente à natureza mas também para quem nela habita. 🙂 Utilizando materiais naturais como terra, argila, areia, palha e madeira reciclada, essa construção ecológica se faz como base, por exemplo, em ecovilas e condomínios sustentáveis. Mesmo apresentando ótimos benefícios que superam e surpreendem na sua facilidade de montagem e conquistando cada vez mais adeptos à sua utilização, a bioconstrução ainda é vista por parte da população como algo arcaico e fora de cogitação.
À vista disso, nós da equipe Sustentabilidade.blog separamos esse artigo para lhe auxiliar no entendimento e nas vantagens e desvantagens da bioconstrução. ☑️

Casa feita a partir da bioconstrução
Casa feita a partir da bioconstrução

 

Um dia a dia mais verde! 🌳

Aqueles que se tornaram fortes adeptos da biocostrução acabaram, de forma espontânea, se tornando grandes “eco-filósofos”, uma vez que a construção verde possui grande papel na expansão de uma consciência mais responsável em relação ao meio ambiente. Desta maneira, não faltam exemplos de ecovilas, as quais se tornam muito mais do que uma alternativa consciente para se residir, mas também um grande “centro de estudo” no qual o homem aprende a trabalhar em coletivo em prol do progresso da natureza e daqueles ao seu redor.
Contudo, é importante ressaltar a diferenciação da bioconstrução e das casas sustentáveis: a construção ecológica está contida, de fato, no agrupamento das casas sustentáveis. Todavia, uma casa erguida através da bioconstrução não é necessariamente sustentável por si própria. Não obstante disso, não devemos esquecer que, mesmo não possuindo um teor totalmente sustentável, as eco-casas ajudam muito no desenvolvimento de uma sociedade mais harmônica com o meio ambiente.

 

Bioconstrução vantagens e desvantagens ! 🤔

Não somente de flores é feita a vida e por conta disso os espinhos também merecem destaque! Dessa forma, listaremos e explicaremos para você os prós e contras da bioconstrução, e, então, pesaremos os dois lados para analisar se é, de fato, viável se tornar um adepto dessa forma de construir. 😊

Vantagens:

Não emissão de gases estufa: Aí começa o seu primeiro benefício ecológico, pois os tijolos utilizados na bioconstrução não necessitam de altas temperaturas para sofrer o processo químico que os darão resistência!
Baixa geração de entulho: Sem bagunças, sem problemas! Devido à facilidade de confecção e estruturação dos materiais utilizados, a produção de entulho é extremamente baixa.
Rápida construção: Devido à simplicidade dos compostos e técnicas utilizadas, é observada uma elevada eficiência na hora de erguer as paredes!
Isolamento termoacústico: A utilização desse método de construção lhe ajudará, e muito, na economia energética da sua casa! Mantendo sempre o interior da casa a uma temperatura agradável, a bioconstrução proporciona, também, um grande silêncio no interior da residência.
Facilidade de instalação elétrica e hidráulica: Esqueça aquela velha história de quebrar paredes e pisos para passagem de fiação ou canos de distribuição de água! Toda essa instalação é feita facilmente durante a construção da casa, tendo os “caminhos” para a tubulação moldados sob medida.
Mais segurança: Como não depende de vigas para sustentar toda a estrutura da casa, uma melhor distribuição do peso é obtida, trazendo, assim, maior rigidez e durabilidade para a sua construção!
Economia: Como utilizam compostos essencialmente básicos e naturais, uma casa construída a partir da bioconstrução pode chegar a custar até 40% menos do que uma casa feita com material convencional!
Durabilidade: Jamais subestime uma eco-casa! Elas possuem grande resistência, e podem durar até 6x mais do que uma casa convencional!

Desvantagens:

Impermeabilização: Por possuírem paredes extremamente porosas, há uma forte necessidade de impermeabilizar toda a construção, evitando, assim, infiltrações, vazamentos e até mesmo rachaduras.
Mão de obra: Por se tratar de uma matéria prima natural e inicialmente instável, não pode ser manuseada por qualquer um, por conta disso há a necessidade de uma mão de obra especializada nesse tipo de construção.
Baixa resistência a impactos: Infelizmente, cantos mais “finos” como quinas e encostos de parede se tornam sensíveis a impactos, podendo rachar, furar ou sofrer qualquer outro dano relacionado.
Não padronização: Infelizmente, ou felizmente, não há como fazer uma casa igual a outra. Por conta disso, o resultado da sua construção não é algo totalmente certo, e daí vem a importância de contratar um bom profissional para a confecção da sua casa!
Maior utilização de espaço: Geralmente as paredes apresentam maior espessura, diminuindo assim o espaço útil do terreno.

Por conta disso…

A bioconstrução, como qualquer outra coisa, apresenta pontos positivos e negativos, no entanto, observa-se que os pontos negativos dessa maneira de construir se restringem a cuidados simples e a investimento financeiro.
Dessa maneira, mesmo possuindo alguns pontos talvez não muito agradáveis, vemos que a bioconstrução ainda se faz mais barata e duradoura, trazendo uma considerável relação entre custo e benefício. ✅

Quer saber mais sobre a utilização da bioconstrução? Veja nosso post sobre Ecovilas!